IMG_5061 copy

Relatório: 4 tendências da internet comprovadas

Em dezembro de 2013 publicamos aqui um post com algumas tendências apontadas pelo Scup Ideas, você pode relembrá-lo clicando aqui.
E tendência de verdade é aquela que comprovamos, tempos depois, que realmente aconteceu. Por isso, apresentamos agora a prova real. Estamos ainda no meio do ano e as 4 tendências foram comprovadas, carimbadas, rotuladas e geraram resultados significativos às marcas que estão investindo em comunicação online.

news-feed-1

Zuck apresentando as novas peripéc… features. ;)

1. A tendência: Conteúdo Visual
As mídias sociais são extremamente visuais, por isso, conteúdo em imagens, infográficos e vídeos são cada vez mais comuns por serem uma ótima ferramenta para o usuário receber a mensagem, além do engajamento e compartilhamento ser mais provável.
Uma frase do Marcel Ayres“A consolidação do uso da imagem como formato de comunicação/interação, principalmente através dos vídeos que se tornam cada vez mais fáceis de produzir e compartilhar em rede.”

A comprovação: Autoplay
O Facebook, seguindo o que o Vine faz, começou a promover o autoplay dos vídeos  na timeline. Por bem ou por mal, está dando certo; marcas estão produzindo e compartilhando mais conteúdo em vídeo do que nunca!


2. A tendência: Atendimento e SAC

Assunto constantemente abordado sobre qualquer empresa, o chamado SAC 2.0 deve crescer, assim como apps sociais para atendimento e monitoramento.
“Isso traz à tona outra história: o mediador. Em tempos de conversas em tempo real, num espaço aberto que mantém histórico, muitas empresas já estão se movimentando para que o SAC esteja cada vez mais profissionalizado no meio social e integrado ao SAC tradicional.”, diz Antonio Mafra.

A comprovação: Consumidor.gov.br
O governo brasileiro lançou uma plataforma semelhante ao Reclame Aqui: consumidor.gov.br. Funciona, é eficaz e está ganhando forças, além de notoriedade, é um forte exemplo de mediador.

 

3. A tendência: o Futuro do Facebook
Há tantas redes sociais, que cada empresa deve identificar onde estão seus clientes mais valiosos e fiéis, ou até prospects, para focar um pouco mais nas ações que trarão mais resultados. Como diz a Ana Victorazzi, “as redes sociais como Google+ merecem atenção. Instagram e Vine podem ser ambientes muito atrativos para certos públicos-alvo.

A comprovação: Boom do Instagram
Conforme dados de uma análise recente da Forrester, o Instagram pode ser considerado o “rei do engajamento social“. Isso acontece por diversos motivos, que são originados do próprio comportamento dos usuários, como também das próprias marcas, que preferem investir em redes sociais que apresentem o que realmente divulgam na timeline, diferente do Facebook, por exemplo – que cada vez mais limita a frequência de posts.

 

10299588_594982747267317_6878615849380964264_n

da timeline da [quem disse berenice?]

4. A tendência: offline interagindo com online
O que já está acontecendo e deve se fortalecer, são as ações “offline” que trarão resultados quando integrados com redes sociais.
Eric Messa sintetiza bem esse acontecimento na citação: “A próxima onda é o aprimoramento das estratégias de mídias sociais que promovam experiências reais no cotidiano do consumidor da marca. Termos como real time marketing e live marketing devem ganhar espaço e colocar as mídias sociais em outra esfera de pensamento estratégico. Deveremos sair do ambiente exclusivamente digital e começar a criar ações que envolvam as redes sociais.”

A comprovação: Quem Disse Berenice?
Um ótimo case sobre ações que se misturam no off e online foi realizado no Dia do Beijo, em março de 2014: Promoção Troque seu Batom. Incrível para quem não conhecia a marca, para quem já conhecia e para todas que queriam simplesmente um batom novo.

E sobre ações para negócios locais, nós já falamos um pouco, principalmente sobre promoções, no nosso e-book, que você pode baixar gratuitamente clicando aqui. ;)

Tendência de consumo é um assunto o qual já falamos por aqui. Curtiu? Quer ler mais sobre isso? Comece por aqui:
► O Poder do Conhecimento
► O Futuro, a Internet e alguns números
► 11 Dicas para Exercitar a Criatividade

Comentários